Brasil Blogado » Escolar » Absorção de nutrientes pelas plantas explicação

Absorção de nutrientes pelas plantas explicação

Entenda neste artigo de forma simples e clara, como acontece a nutrição vegetal de acordo com as características das plantas.

     

Assim como nós, seres humanos, as plantas também possuem necessidades nutricionais, mas ao invés de serem heterotróficas, como os animais, elas são autótrofas, isso porque conseguem fabricar o seu próprio alimento, onde utilizam o gás carbônico proveniente do ar e da água e os sais minerais retirados do substrato para realizar esse processo.

Ao analisar a forma geral da nutrição vegetal, é possível observar que ela se subdivide em dois principais ramos, sendo eles a nutrição orgânica e a inorgânica, que se diferem de acordo com o tipo de planta, espécie, características do ambiente, etc.

Nutrição orgânica

Esse processo acontece com mais frequência nas folhas das plantas traqueófitas, sendo chamado ainda de fotossíntese, onde duas epidermes formadas por células achatadas revestem uma camada interna com o tecido de preenchimento (constituído de duas células clorofiladas e vivas, parênquima paliçádico e parênquima lacunoso)  e o tecido condutor.

Ambas células encontradas no tecido de preenchimento são ricas em cloroplastos. Já o tecido condutor, compõe todas as nervuras do vegetal, onde os vasos se dispõem em feixes embainhados por células parenquimáticas especiais.

Tipos de vasos

  • Vasos do xilema: que trazem à folha a água necessária para a realização da fotossíntese, entre outros elementos inorgânicos;
  • Vasos do floema: conduzem o alimento produzido pelas folhas para o caule e a raiz.

O principal responsável pela nutrição do vegetal através da fotossíntese é o conjunto de parênquimas, denominado de parênquima clorofiliano. As etapas clara e escura acontecem nos cloroplastos, através da fotoquímica ou da química pura.

Esquema da fotossíntese. (Foto: Reprodução)

Esquema da fotossíntese.
(Foto: Reprodução)

Nutrição inorgânica

Essa classificação corresponde a toda absorção dos nutrientes minerais realizados pelas plantas, substâncias altamente necessárias para um bom desenvolvimento vegetal. Eles podem ser encontrados no solo, na água e até mesmo no meio aéreo, dependendo de onde a vegetação descrita se encontra.

As raízes são as principais responsáveis por fornecer a retirada desses nutrientes do substrato e transferir para a planta, mas em alguns casos, as folhas também realizam esse procedimento. O nome dessa absorção é radicular, onde é efetuada a partir da zona pilífera, local em que se encontra os pelos absorventes.

Micronutrientes

Plantas que utilizam pouco os seus nutrientes, sendo os principais deles:

  • Ferro;
  • Zinco;
  • Cobre;
  • Manganês.

Macronutrientes

Vegetais que utilizam grandes quantidades dos seus nutrientes, sendo os mais importantes:

  • Potássio: está sempre relacionado com as trocas iônicas entre a célula e o meio;
  • Nitrogênio: se faz essencial para a síntese de ácidos nucléicos e proteínas;
  • Magnésio: importante componente da molécula de clorofila;
  • Enxofre: usado para realizar a síntese dos aminoácidos essenciais;
  • Fósforo: essencial para a síntese de ácidos nucléicos e ATP.

Húmus

Representação do húmus. (Foto: Reprodução)

Representação do húmus.
(Foto: Reprodução)

Corresponde a decomposição dos restos vegetais encontrados no solo, processo realizado pelas bactérias, fungos, minhocas, insetos, etc. Proporcionando a mineração dos nutrientes, ajudando no crescimento ou na formação de novas plantas.

Assim, proporciona a estabilidade das estruturas encontradas no solo, como a regulamentação da sua umidade, conservação, fertilidade e maior aptidão para a absorção de íons minerais.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?