Brasil Blogado » Animais » Alimentação das formigas

Alimentação das formigas

Confira neste artigo um resumo completo sobre as formigas, analisando a sua classificação científica, características físicas, habitat, reprodução, alimentação e outras demais importantes informações. Acompanhe!

     

O reino animal possui várias ramificações, sendo uma delas a dos insetos, que compreende milhares de espécies, como as formigas, que podem ser encontradas em várias regiões do mundo, salvo nas polares, se fazendo como um dos seus maiores grupos em relação a quantidade.

Constata-se que as formigas vivem em um padrão de eusocialidade, que é considerado como o mais alto grau de organização social dos animais presente nas sociedades complexas. Esse sistema funciona através de três bases fundamentais: a sobreposição de gerações em um mesmo ninho, o cuidado cooperativo com a prole e a divisão de tarefas que se dá entre as operárias e os reprodutores.

Classificação científica

» Reino: Animalia;
» Filo: Arthropoda;
» Classe: Insecta;
» Super-ordem: Endopterygota;
» Ordem: Hymenoptera;
» Família: Formicidae.

Atualmente, é possível constatar mais de 12.500 espécies de formigas catalogadas no mundo, que variam de cor de acordo com suas características específicas, sendo a maioria delas vermelhas e pretas, contendo entre 1,6 milímetros à 5 centímetro de comprimento.

As colônias costumam ser construídas na terra, em troncos de árvores ou em tocos velhos, onde cada uma das formigas tem a sua função. As sentinelas são consideradas as formigas de segurança, as operárias que são as que fazem os túneis do formigueiro e buscam alimentos e as enfermeiras que cuidam das larvas durante o seu desenvolvimento.

Formigas: alimentação, comunicação, reprodução e desenvolvimento.

Formiga transportando alimento da mata para a colônia.
(Foto: Reprodução)

Alimentação

As formigas conseguem sentir o cheiro (não somente dos alimentos, mas também de várias outras coisas) através das antenas que também as ajudam como um método sensorial. Sua alimentação é classificada de acordo com sua espécie, podendo ser herbívoras, carnívoras e onívoras – que compreende sua maior porcentagem, onde comem um pouco de tudo, como sementes, restos de vegetais, de animais e até mesmo de alimentos dos seres humanos.

Comunicação

Para se comunicarem, as formigas utilizam compostos químicos, isto é, liberam uma substância chamada de feromônio por onde passam, fazendo com que as demais interceptem o sinal pelas suas antenas.

Reprodução

Dentro das colônias, as formigas rainhas são as responsáveis pela reprodução da espécie, podendo viver por aproximadamente 18 anos. O processo de fecundação acontece durante o voo-nupcial, onde o macho chega a óbito pouco tempo depois e as rainhas perdem as suas asas antes mesmo de colocar seus ovos.

Longevidade

Observando desde a etapa em que ainda são ovos, de 6 à 10 semanas, estima-se que uma formiga operária pode viver por alguns meses ou por até 3 anos, dependendo da espécie. Já as rainhas, possuem mais tempo de vida que as demais, pois fica na colônia e está mais protegida dos riscos impostos. A maior longevidade já constatada foi de 30 anos, registrada na espécie Pogonomyrmex owyheei.

Cientistas afirmam que quanto mais formigas se alimentam do mel da rainha, por mais tempo elas viverão, devido aos benefícios que esse composto proporciona ao seu organismo.

Curiosidade

Mesmo sendo tão pequenas, pesquisas revelam que as formigas são capazes de carregar objetos que equivalem a 100 vezes mais o seu próprio peso.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?