Brasil Blogado » Saúde » Como ajudar uma pessoa bipolar

Como ajudar uma pessoa bipolar

Aprenda neste artigo como identificar uma pessoa bipolar, saiba quais as causas e sintomas desse transtorno e veja os principais métodos utilizados para o seu tratamento. Acompanhe!

     

É caracterizada como uma pessoa bipolar, aquela que apresenta momentos alternados de bom e mal humor, ou seja, que possua oscilações de humor. Esse processo é classificado como um distúrbio mental grave, que costuma afetar indivíduos no início da adolescência ou adultos com mais de 30 anos, sejam eles homens ou mulheres.

Observação: Esse transtorno também costuma ser chamado de distúrbio bipolar, doença bipolar e doença maníaco-depressiva.

Não existem causas definidas que especifiquem as razões da manifestação dessa enfermidade, mas costuma aparecer com mais frequência em pessoas que possuem casos da doença na família. Os principais desencadeadores dos episódios de bipolaridade são:

» Uso de drogas ilícitas e lícitas;
» Períodos de insônia;
» Mudanças de vida;
» Acontecimentos marcantes;
» Uso de medicamentos (principalmente os antidepressivos);

Tipos de transtorno bipolar

» Tipo I: apresentam depressão profunda e pelo menos um episódio maníaco;
» Tipo II: demonstram períodos com níveis intensos de energia e impulsividade, variando com episódios de depressão;
» Ciclotimia: reação menos grave da enfermidade, contando apenas com pequenas oscilações de humor e depressão leve;

Como identificar?

Para saber se uma pessoa está ou não sendo acometida pelo transtorno bipolar, é necessário ficar atento aos sintomas que a enfermidade manifesta, como:

Dicas para ajudar uma pessoa com transtorno bipolar

Representação de um homem bipolar.
(Foto: Reprodução)

» Agitação;
» Euforia;
» Mau-humor;
» Tristeza;
» Ansiedade;
» Pessimismo;
» Desesperança;
» Sentimento de culpa;
» Inutilidade;
» Desamparo;
» Irritabilidade;
» Fala rápida;
» Insônia;
» Sonolência;
» Sensação permanente de que algo está errado;
» Julgamentos pobres;
» Comportamento diferenciado do de costume;
» Aumento da libido;
» Dores crônicas;
» Uso exagerado de drogas;
» Comportamento agressivo;
» Perda de interesse por coisas que gostava;
» Sensação de fadiga;
» Dificuldade de concentração;
» Alterações no apetite;
» Ganho ou perda de peso sem motivo;
» Pensamentos suicidas e de morte.

Ajuda médica

Caso seja constatado três ou mais dos sintomas acima no indivíduo, sendo eles bastante frequentes, a ajuda médica deverá ser procurada, para que um diagnóstico mais detalhado seja realizado pelo médico. Conversas com o paciente, familiares, exames e outros demais métodos se farão necessários à constatação dos motivos que vem provocando a bipolaridade.

Tratamento

Os meios de tratamento utilizados para a contenção dessa doença são o uso de medicamentos, a fototerapia, a terapia eletroconvulsiva (TEC), a estimulação magnética transcraniana (EMT), o acompanhamento psicológico e psiquiátrico.

Observação: Esse transtorno não tem cura!

Como ajudar uma pessoa bipolar?

O apoio de familiares, cônjuges, amigos, colegas e todas as pessoas que mantém contato com o enfermo, será essencial durante toda a sua vida. Todos serão os grandes responsáveis por evitar as recorrências bipolares, manifestando sempre estímulos positivos.

É importante que as pessoas que possuem mais contato com o paciente, saibam lidar com as reações do distúrbio, para que ajudem a conter os sintomas, assim que eles se manifestarem. As terapias familiares e de grupo ajudam muito nesse processo.

Aviso

Para mais informações sobre a doença, procure um psicologo ou psiquiatra e relate suas observações.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?