Brasil Blogado » Celular » Como fazer o seguro para celular?

Como fazer o seguro para celular?

Precisa fazer um seguro para o seu celular mas não sabe como funciona? Descubra agora mesmo aqui no Brasil Blogado. Acompanhe!

     

Atualmente, quase tudo o que fazemos cabe na palma da mão, mais especificamente em um aparelho celular. Por meio dele podemos conversar através de vídeo conferência, trocar mensagens instantâneas, fazer e receber ligações, enviar e-mails e executar outros diversos serviços disponíveis.  Mas quando perdemos ou o aparelho é simplesmente roubado, somos tomados uma enorme frustração, é como se uma parte de nós fosse arrancada.

Segundo a organização de telefonia TIM, o roubo de aparelhos celulares vem se tornando cada vez mais comum em diversas regiões do país.

Se você não quer que isso aconteça, invista no seguro para o seu aparelho. Isso mesmo! Procure uma agência especializada e saiba o que ela tem a te oferecer. A ideia é boa não é? Então acompanhe abaixo como tudo funciona?

Como funciona?

Cada agência possui um modo diferente de trabalhar nessa área, assim como os valores e as coberturas oferecidas. O seguro pode estar variando de acordo com o aparelho,  por exemplo,  se ele for um modelo simples ou Smartphone. De modo geral eles se assemelham com os outros seguros já existentes, tanto é que a  taxa anual do serviço contratado varia entre 10% à 15%. Atenção, o contrato com a seguradora pode chegar até 30% do valor da nota fiscal.

Faça um seguro.

Proteja seu celular.
(Foto Reprodução)

Além disso, também deve ter em mente que em caso de roubo ou perda do aparelho, é preciso pagar o valor da franquia por fora onde o tributo gira entre entre 10% à 20%. Ou seja, no momento de realizar a contratação, deve verificar bem os valores, por vezes não compensa, já que vai ter de pagar o montante de um celular paticamente novo.

Também há vantagens no caso do aparelho precisar ser reparado ou trocado. Você pode utilizar a ação Pitzi, que cobre tais danos. Vale ressaltar que é importante ficar atento, pois a maioria dos contratos não cobrem os esquecimentos do cliente, ou seja, por um mero descuido, a asseguradora não arcará com as consequências.

Portanto, antes de assinar qualquer contrato leia bem, verifique se há realmente necessidade do mesmo. Caso precise, leia atentamente, parte por parte o que a seguradora cobrirá e o que não cobrirá, tudo isso para que você maiores transtornos.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?