Brasil Blogado » Saúde » Dores nos rins pode ser pedra

Dores nos rins pode ser pedra

As dores nos rins são bastante incômodas e podem evidenciar a manifestação de várias doenças. Saiba neste artigo quais são elas e veja quando procurar ajuda médica.

     

As dores renais ou nos rins são caracterizadas como uma das mais incômodas, isso porque se manifesta com muita intensidade, proporcionando imenso desconforto para os indivíduos. Esse sintoma costuma aparecer para evidenciar a presença de alguma alteração na estrutura corporal, alertando a pessoa de que algo não está indo tão bem.

São vários fatores que podem ocasionar tais dores, como a ausência de urina, osteoarticulares da coluna, aumento da acidez e a retenção de toxinas sanguíneas, insuficiência renal, anemia, hipertensão, formação de edemas nos rins, infecção urinária, excesso de cálcio na urina, trauma renal, cânceres, pedras nos rins, entre outros distúrbios.

Os cálculos renais ou as pedras nos rins, são uma das relevantes razões do aparecimento das dores nesses órgãos. Esse processo é descrito pela formação endurecida das vias urinárias ou dos rins, provocadas pelo acúmulo de cristais existentes na urina. Geralmente, quando essa enfermidade acomete o indivíduo, a dor se manifesta nos rins e na coluna, se irradiando para o abdômen e para a área inguinal do corpo.

Órgão1

Representação dos rins em desenho.
(Foto: Reprodução)

Na maioria dos pacientes, essa doença se reproduz através de cólicas, onde as dores passam por picos intensos e depois desaparecem, proporcionando um certo tipo alívio. Outros sinais que costumam acompanhar esse processo são os vômitos, as náuseas, o aumento da micção e a presença de sangue na urina.

Ajuda médica

Assim que as dores começarem se tornarem frequentes e a atrapalhar o estilo de vida do indivíduo, a ajuda de um médico deverá ser procurada. Quanto antes esse processo for realizado, menos danos serão causados ao organismo do enfermo.

Diagnóstico

Os principais métodos utilizados pelos médicos para a constatação desse transtorno são a observação clínica, ultrassom, raios X do abdômen e a urografia excretora.

Tratamento

Os meios utilizados para o tratamento do enfermo irão variar de acordo com o quadro em que ele se encontra, de quantos cálculos estão presentes e a situação que os rins se encontram. As recomendações médicas efetivadas geralmente se dão em torno do aumento do consumo de água, uso de medicamentos, litotripsia, procedimentos cirúrgicos, ureteroscopia e traqueostomia percutânea.

Prevenção

A melhor maneira de evitar a formação e a manifestação dos cálculos renais é bebendo muito líquido diariamente, mantendo ainda bons hábitos alimentares e no estilo de vida.

Cuidados essenciais

» Não realize nunca a automedicação;

» Quando a formação dos cálculos for ocasionada pela presença do cálcio ou ácido úrico, procure manter uma alimentação balanceada, diminuindo o consumo de alimentos ricos em proteínas e cálcio;

» Assim que perceber a possibilidade de eliminação de um cálculo renal, procure utilizar filtros de papel.

Aviso

Esse texto se trata apenas de um informativo sobre os cálculos renais e as possíveis causas das dores nos rins. Para uma melhor orientação médica, procure um consultório hospitalar.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?