Brasil Blogado » Português » Formas de tratamento para militares

Formas de tratamento para militares

A matéria a seguir fala da maneira como deve-se dirigir á uma autoridade, seja ela universitária, judiciária, religiosa e principalmente militar. Acompanhe nessa matéria.

     

Quando se fala em forma de tratamento, muitos pensam que é a maneira de tratar alguém, ainda mais quando o assunto principal esta voltado á área militar. Quando refere-se a forma de tratamento,significa que devemos escrever direcionado àquelas que ocupam um cargo de tal importância.  

Por tanto, sempre que for escrever uma carta ou qualquer documento, verifique a forma de tratamento e o endereçamento. E não se esqueça de que deve considerar não apenas a área de atuação, mas também a de autoridade universitária, judiciária, religiosa, militar e etc.

Agora, veja, um breve exemplo de como deve se dirigir á uma autoridade militar. Ele apresenta os cargos, mostra como deve ser por extenso, a abreviatura no singular e no plural, quando colocado no vocativo e também no endereçamento. Acompanhe.

Cargo ou função Por Extenso Abreviatura Singular Abreviatura Plural Vocativo Endereçamento
Oficiais Generais Vossa Excelência V.Ex.ª ou V. Exa. V. Ex.as ou V. Exas. Excelentíssimo Senhor Ao Excelentíssimo Senhor NomeCargo

Endereço

Outras Patentes Vossa Senhoria V.S.ª ou V. Sa. V.S.as ou V. Sas. Senhor+ Patente Ao Excelentíssimo Senhor 

 Cargo

Endereço

 Procure usar a norma culta para a escrita. E se tem de se dirigir a outro grupo que também exija uma linguagem formal, procure saber a maneira de tratamento, pois fará tudo de maneira correta.

Dica Extra: quando estiver redigindo o seu documento ou carta, tente fugir dos parágrafos longos. E além disso, tome bastante cuidado com a coesão e coerência e pontuação, fazendo isso, fugirá até mesmo da ambiguidade. 

O modelo mostra como pode estar sendo feito um convite, mediante de um militar para outro.

Formas de Tratamento para Militares
( foto Reprodução)

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?