Brasil Blogado » Gravidez » Grávida pode andar de moto ate quantos meses

Grávida pode andar de moto ate quantos meses

Quando se está grávida, a primeira coisa que se passa pelo pensamento é a dúvida do que pode e não pode. Veja na matéria a seguir, até que mês é indicado andar de moto.

     

Quando se está grávida, logo vem mil e uma perguntas nos pensamentos: será que eu posso pintar o cabelo, comer tal coisa, tomar chá… Será que isso vai me fazer mau, como eu devo dormir, sentar, caminhar… Será que vou passar mau se eu andar de carro ou então de moto. Bom, a maioria deles são mitos, então pesquise bem antes de tomar qualquer tipo de atitude brusca ou até mesmo maluca.

Agora andar de motocicleta já é uma tarefa para bastante arriscada para quem sabe e pratica até mesmo a arte, imagina para uma grávida então, o perigo que não é. E recomendado que não se ande de moto no período da gestação pois pode acontecer da mamãe se desequilibrar e cair ou até mesmo sofrer algum acidente e ter consequências muitos piores, como a perda do bebê. Então sempre que puder estar evitando, subir encima de moto, faça, pois os riscos que ela pode trazer a você e a seu filho são muito grandes.

Mas caso a mamãe necessite realmente em andar de moto, o que é o caso de muitas mulheres, faça isso somente até ao quarto mês da gestação, pois até aquele certo período a barriga dela não cresceu muito e  ela ainda não perdeu totalmente o equilíbrio do que está fazendo devido ao aumento da barriga. E outra, a partir desse mês para frente, a mamãe, começa a sentir bastante dores nas costas o que não é muito agradável. E sabemos que para se andar de motocicleta, exige uma postura, pois ela não tem encosto, o que pode incomodar muito a grávida. Então esse já é mais um dos motivos para se estar evitando, andar de moto.

E da mesma maneira que é preciso evitar a moto, a bicicleta também, pois ela exige muito esforço físico  o que não é muito bom para a grávida. Então mamãe, procure sempre estar evitando tudo aquilo, que possa lhe causar desconforto, perca de equilíbrio e também riscos, a você e ao seu filho. Não deixe com que nada e nem ninguém lhe faça provocar uma ação indesejada, que possa vir a te fazer mau, pois se trata da sua saúde e não, dá do próximo. Cuide-se, proteja quem tanto ama!

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?