Brasil Blogado » História » História da Aviação

História da Aviação

Veja na matéria a seguir, a história da aviação, desde a primeira tentativa até os dias de hoje.

     

Desde a antiguidade que o homem tinha a vontade de voar pelos ares e pensando nisso ele começou a trabalhar cedo, fazendo assim inúmeros projetos e tentativas, para que se alcançasse a linha que chegaram hoje. Então, vejamos agora, como foi essa trajetória pela busca do sonho de voar pelos céus. Acompanhe a linha do tempo, abaixo.

Linha do Tempo

Por meio de comprovações, os primeiros desenhos e teorias, surgiram por volta de 400 a. C., na Grécia e pelas mãos de  Archytas. Seu primeiro experimento, foi feito por meio de asas, parecidas com a dos pássaros. Ele colocou suas asas e subiu em um local alto, e se jogou lá de cima, na tentativa de bater os braços e as asas funcionarem como a dos pássaros, ou seja, que levantasse voo e suportasse o peso dele. Mas como todos sabemos, tal invenção não é possível desse modo, por isso, a sua pesquisa e tentativa, não foi bem sucedida.

Já por volta de 300 a.C., os chineses inventaram a pipa, bem como as técnicas de fazê-la “voar” no ar. Uma pipa é um tipo rudimentar de planador, tal invenção funcionou por alguns minutos, porém também não foi bem sucedida, pois logo caia em meio algum lugar, onde não se sabia. E além desses desenhos, vários outros tentaram, até que por volta XIX, o artista e inventor Leonardo da Vinci, resolveu se dedicar a criação da máquina, fazendo assim,  ornitópteros, que era uma máquina, que  o mesmo mecanismo usado por pássaros para voar – através do movimento constante das asas para cima e para baixo, porém o que, o diferenciava dos de mais, era o modo como  ele conseguia planar.

No mais sua tentativa não durava por muito tempo, porém, foi o suficiente para que despertasse a curiosidade de mais cientistas, para tentar o feito da máquina voadora. No tanto, que no ano de 1540, João Torto, que era apenas um simples barbeiro e nas horas vagas inventor, pediu licença para a comissão de cientistas e criou uma asa de pano, e a testou se jogando do alto de uma torre. Por alguns minutos ele planou, e até chegou pousar encima de um telhado, porém minutos depois ele caiu na rua, perdendo assim, a sua vida.

E devido tal tentativa, vários cientistas começaram a procurar por outro meio de voar e acabaram descobrindo o balão de ar quente. Quem fez tal feito, foi Bartolomeu de Gusmão, no ano de 1709. A sua invenção até que chegou a funcionar por alguns momentos, porém, logo os fieis da igreja católica não aceitaram a ideia e destruíram o que ele chamava de passarola.

No mais o primeiro estudo de aviação publicado foi “Sketch of a Machine for Flying in the Air” , de Emanuel Swedenborg, publicado no ano de 1716. Tal máquina consistia de uma fuselagem e duas grandes asas que se movimentariam no eixo horizontal da aeronave, gerando assim o empuxo necessário para a sustentação da aeronave. Seu criador sabia que ela não ia voar, pelo fato de possuir alguns erros, mas mesmo assim, tentou.

Já o segundo voo, foi feito em Paris, pelos irmãos,  irmãos Montgolfier, fabricantes de papel. Eles utilizaram da mesma forma que Gusmão para voarem cerca de oito quilômetros, pelos ares. E devido tais invenções, os inventores começaram a se inspirar mais ainda e começaram a criar os primeiros planadores, que nada mais são do que máquinas capazes de sustentar voo controlado por algum tempo. E dentro dessas tentativas, três nomes em particular continuam bem conhecidos no mundo da aviação: Otto Lilienthal, Percy Pilcher e Octave Chanute.

E em pleno o século XIX algumas tentativas foram feitas para produzir um avião que decolasse por meios próprios, porém, eles eram de péssima qualidade, mas construídos por pessoas interessadas em aviação, que não tinham os conhecimentos dos problemas discutidos por Lilienthal e Chanute. E a controvérsia de quem realizou o primeiro voo é grande, ela fica em meio a Alberto Santos Dumont ou aos Irmãos Wright.

Dumont ficou conhecido como o pai da aviação.

Uma verdadeira corrida contra o tempo e cientistas.
Foto Divulgação
Fonte:http://www.cabangu.com.br/pai_da_aviacao/4-14bis/2-competicao.htm

Então o primeiro voo foi realizado por meio de um 14-Bis, em Paris. O primeiro voo de um avião registrado publicamente e sem artifícios externos, na história. Especialistas argumentam sobre o uso de trilhos e catapultas nas operações de decolagem das aeronaves dos irmãos Wright, e sobre o voo do 14-Bis em Paris testemunhado pelo público e autoridades da aviação, porém, quem levou o título por não esconder do publico foi Dumont, que hoje em dia é mais conhecido como o pai da aviação.

E desde essa comprovação, que é possível sim, voar pelos ares, por meio de máquinas, que o estudos vem avançando. No tanto, que de lá para cá, ainda foram construídas as seguintes máquinas:

* Monoplano, que foi feito pelo Alemão Rumpler Taube. 

* Hidroavião, que foi feito pelo Americano Tony Jannus.

*  Boeing Boeing 314 Clipper

*  Dornier Do X

* Biplano

*  Douglas DC-3

* Caça a jato  Heinkel He 178

*  Messerschmitt Me 262

* Messerschmitt Me 163

*  P-51 Mustang 

* Boeing B-29 Superfortress.

*  Douglas DC-4 

* Lockheed Constellation

*  Douglas DC-7Lockheed Super Constellation e o Boeing 377 Stratocruiser.

*  Boeing 707 e outros. 

*  Douglas DC-8 e a Convair 880.

* Concorde- supersônico. 

* Apollo11

*  Airbus A340 e outros.

* Caça F-22 Raptor

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?