Brasil Blogado » Saúde » Formas de transmissão da Sífilis

Formas de transmissão da Sífilis

A sífilis é uma das DST’s que mais atingem pessoas no mundo. Saiba neste artigo quais as causas, sintomas e os meios de transmissão dessa doença. Veja quando procurar ajuda médica e entenda como se dá o seu tratamento e prevenção.

     

A sífilis ou o cancro duro é uma doença causada pela bactéria Treponema pallidum. Corresponde a uma enfermidade infecto-contagiosa que se manifesta de forma inicial através de uma ferida indolor  que costuma aparecer nas regiões genitais do homem e da mulher, desaparecendo sempre de forma espontânea.

Observação:  o desaparecimento da ferida não corresponde a cura, mas o agravamento da doença.

Os estágios da doença pode se manifestar de três formas: primária, secundária e terciária. Cada um desses grupos representa um grau de gravidade da sífilis. Quanto mais tempo demorar a constatação dessa enfermidade, mais força a bactéria adquire, causando várias lesões no organismo, se tornando de difícil cura.

Sintomas

Sífilis: causas, sintomas, transmissão, tratamento e prevenção.

Sintoma da sífilis feridas rosadas nas costas.
(Foto: Divulgação)

Normalmente os sinais começam a aparecer entre o 1° e o 13° após a contaminação.

» Ferida dura e indolor no local da infecção;
» Dor de garganta;
» Íngua;
» Perda do apetite;
» Emagrecimento;
» Dor de cabeça;
» Mal estar;

Atenção: na fase secundária e terciária, as feridas podem acometer outras partes do corpo, se manifestando na maioria dos casos em uma tonalidade rosa.

Meios de transmissão

A transmissão dessa doença pode acontecer por duas formas:

» Contato com as feridas (que acontecem com muita frequência em relações sexuais onde o casal não faz o uso de camisinha;
» De mãe para o filho durante a gravidez ou durante o parto.

Diagnóstico

A observação das feridas e exames de sangue são as formas iniciais do diagnóstico médico para a constatação da doença. Ambos procedimentos também são realizados no pré-natal.

Tratamento

O tratamento da sífilis se dá com o uso de medicamentos. O período desse ministramento será dado pelo ginecologista, obstetra ou urologista de acordo com a gravidade do caso do paciente e as suas condições físicas.

Aviso: quanto antes o tratamento for realizado, mais chances de cura terá. Não é indicado que contatos íntimos sejam realizados durante esse processo.

Prevenção

A melhor forma de evitar essa enfermidade é usar preservativos em todas as relações sexuais e diminuir a quantidade de parceiros.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:

  • Temos vários artigos como esse. Encontre eles usando o campo de busca.

Quer comentar ?