Brasil Blogado » Menstruação » Pode a pílula do dia seguinte atrasar a menstruação

Pode a pílula do dia seguinte atrasar a menstruação

Tomou a pílula do dia seguinte e sua menstruação ainda não veio? Leia o artigo a seguir e descubra como ela funciona e o que pode fazer.

     

A PDS- Pílula do Dia Seguinte vem se tornando um remédio cada vez mais popular, embora muitas mulheres ainda façam o uso indiscriminadamente da mesma, há muito tempo. Sua eficácia e efeitos colaterais ainda geram muitas dúvidas, principalmente na questão dela poder ou não atrasar a menstruação. E devido a isso, o “Brasil Blogado”, resolveu responder tal questionamento. Então, sem mais de longas, vamos ao que interessa.

– Ela pode sim atrasar a menstruação, pois compromete o ciclo como um todo, devido às altas taxas de hormônios. Sendo assim, pode ser que a menstruação se atrase por cerca de três semanas, seja curta ou ainda tenha um longo período. E se usada frequentemente, poderá desregular de vez todo o ciclo. Contudo, para que ele volte ao normal, e possa se somar novamente o período fértil e obter uma tabela mais precisa de tudo, e preciso que aguarde a próxima menstruação vir, para que se inicie um novo ciclo.

Tome a PDS somente sob orientação médica.

Previna-se.
Foto Reprodução

 

Como ela funciona?

Ela age de forma diferente em cada organismo, porém pode ser vista como uma bomba de doses altas de progesterona, que por sua vez é o hormônio responsável em impedir a ovulação. E devido tal formulação, ela pode ser considerada 10 vez mais fortes do que o uso diário do anticoncepcional. Por tanto, logo ela mexerá com o organismo, podendo ser no ciclo menstrual ou em outra proporção.

No mais, existem dois de PDS, uma em dose única e a outra de dois comprimidos, porém, ambas tem o mesmo funcionamento e devem ser tomadas dentro de 72 horas após a relação, para que haja o seu real efeito. Passado desse período ela começa a perder a sua eficácia e pode até mesmo não fazer o efeito desejado. Contudo, ela não deve ser vista de modo algum, como um método contraceptivo de uso frequente, mas sim de emergência, e só utilizado com orientação médica.

E além disso, se usada por muito tempo , ela pode perder a sua eficácia, fazer com que a mulher tenha problema para engravidar futuramente, e pegue até mesmo  uma doença sexualmente transmissível, por não estar fazendo o uso dos de mais contraceptivos, principalmente do preservativo- camisinha. Enfim, vale frisar que além desse sintoma, que é o atraso menstrual, a mulher ainda pode ter os seguintes: sangramentos, dores de cabeça, enjoos, vômitos, hipersensibilidade nas mamas e diarreia.  E devido a isso e de mais já citados, e pedido que se tome muito cuidado com a medicação em questão.

 

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?