Brasil Blogado » Saúde » Sinais e sintomas da sinusite

Sinais e sintomas da sinusite

A sinusite é faz como uma das reações inflamatórias mais incômodas que existem na região da face, isso porque seus sintomas são completamente desconfortáveis, podendo variar sua intensidade e causar outras diversas complicações. Para saber mais sobre essa doença, acompanhe este artigo!

     

Todas as enfermidades que acometem a região da face se fazem bastante incômodas e costumam atrapalhar bastante a nossa rotina, como a sinusite ou rinossinusite, transtorno caracterizado pela inflamação que se dá entre as maças do rosto, os olhos, a mucosa dos seios da face, a região do crânio formada por cavidades ósseas e ao redor do nariz.

Essa doença, pode ser ocasionada também através de reações secundárias de uma infecção, como os processos alérgicos ou qualquer outro distúrbio que seja capaz de atrapalhar a padronização da drenagem de secreção dos seios existentes na face, possibilitando maiores chances da instalação de germes e seu acúmulo intensivo.

Causas

Os motivos que provocam o aparecimento da sinusite são muitos, mas cientistas afirmam que os principais deles são os agentes infecciosos, reações alérgicas, choque térmico, poeira, cheiros fortes ativos,alterações na anatomia nasal ou dos seios da face, exposição a agentes químicos, tumores (em casos raros), entre outros.

Tipos

» Aguda: quando os sinais da enfermidade se dão por até 12 semanas;
» Crônica: quando os sintomas se fazem presentes no organismo por mais de 12 semanas.

Fatores de risco que ajudam a causar quadros crônicos

» Alergias, como asma e rinite;
» Pólipos nasais;
» Desvio de septo nasal;
» Doenças que afetam a imunidade, como a AIDS;
» Trauma na face;
» Infecções respiratórias;
» Alterações de altitude;
» Tabagismo;
» Células do sistema imunológico;
» Síndrome de Kartagener;
» Infecções odontológicas;
» Síndrome dos cílios imóveis;

Sintomas

Sinusite: causas, sintomas, tratamento e prevenção

Homem com sinusite.
(Foto: Divulgação)

Fase aguda

»  Febre;
» Cansaço;
» Coriza;
» Tosse;
» Dores musculares;
» Perda de apetite;
» Dor de cabeça na área do seio da face mais comprometido;
» Sensação de pressão ou peso na cabeça;
» Obstrução nasal;
» Secreção amarela ou esverdeada;
» Presença de sangue na secreção;
» Dor de ouvido;
» Dificuldade em respirar;

Fase crônica

Os sintomas são basicamente os mesmos, porém a sua intensidade costuma ser mais forte, se dando com mais frequência pela manhã e a noite, principalmente a tosse, que se faz como um dos piores sintomas nesses quadros.

Diagnóstico

Assim que os sintomas começarem a se manifestar, a ajuda médica deverá ser procurada para a observação de um especialista, que realizará exames de imagem, endoscopia nasal, culturas nasais, testes de alergia, entre vários outros procedimentos para saber qual o grau da enfermidade, para que assim possa ministrar o tratamento adequado.

Tratamento

Os procedimentos utilizados para o alivio dos sintomas e a contenção da doença envolvem o uso de corticoides nasais, orais ou injetáveis, solução salina, descongestionantes, antibióticos e processos cirúrgicos.

Tem cura?

A maioria dos quadros, quando tratados corretamente, são curáveis, até mesmo os crônicos.

Complicações

» Osteomielite;
» Meningite;
» Abcesso;
» Infecção em região de órbita pálpebras;

Dicas para aliviar a sinusite

» Evite ficar em ambientes com ar condicionado;
» Se proteja sempre do frio;
» Elimine alérgenos do ambiente;
» Beba bastante água;
» Fique longe do cigarro;
» Inale vapor;
» Realize lavagens nasais;
» Diminua o ritmo;

Prevenção

» Evite ficar em jejum;
» Mantenha a alimentação sempre saudável;
» Lave as mãos várias vezes por dia;
» Realize tratamentos alérgicos, se possuir o distúrbio;
» Evite ficar em locais que tenham aromas muito fortes;
» Agasalhe-se bem em dias e noites frias;
» Pratique exercícios físicos regularmente;
» Mantenha sempre o seu lar e o ambiente de trabalho bem limpinho para evitar alergias;
» Abandone o cigarro e evite ficar próximo ou em ambientes de pessoas que fumam;

Atenção

Todas as informações contidas nesse artigo servem apenas como um meio de pesquisa. Para mais informações, procure orientação médica!

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?