Brasil Blogado » Saúde » A farinha que ajuda a emagrecer

A farinha que ajuda a emagrecer

Você sabia que algumas espécies de farinhas podem muito lhe ajudar na dieta? Clique aqui e descubra quais são elas e seus efeitos no organismo durante o processo de emagrecimento.

     

São diversos os tipos de farinhas encontradas no mercado que vem com o indicativo de emagrecimento, mas será que elas realmente possuem esse poder? Segundo estudos, a resposta para essa pergunta é “sim”. Algumas delas chegam a oferecer:

  • Vitaminas
  • Minerais
  • Ômega-3 e 6

Substâncias que ajudam a diminuir o acúmulo de gordura no organismo. A principal fonte das farinhas são as fibras, essenciais no emagrecimento porque:

  • Aumentam a absorção dos nutrientes
  • Provocam sensação de saciedade
  • Atrasam o esvaziamento gástrico

Mas elas não fazem milagre! Não adianta fazer ingestão das farinhas e não conciliar o processo com uma alimentação balanceada-saudável, praticar exercícios e hidratar bem o corpo. Tudo se trata de uma junção que exigirá boa parte do seu esforço.

Como ingeri-las?

Você precisará respeitar a medida estipulada para cada uma. Uma quantidade “X” deve ser inserida nas refeições, não necessariamente em todas. Os casos mais comuns são de inserção em:

  • Iogurtes
  • Saladas
  • Frutas
  • Sucos

Observação: É preciso respeitar a quantidade correta, caso isso não ocorra, estará sujeito ao ganho de peso.

Tipos de farinhas

Todas são consideradas alimentos funcionais, pois ajudam a nutrir e proteger de doenças ao mesmo tempo. Conheceremos abaixo alguns tipos mais conhecidos, confira:

» Farinha de quinoa – Ajuda a perder peso devido a quantidade de fibra existente em sua fórmula, além disso auxilia no combate do colesterol, elimina o estresse diário, controla a TPM, fortalece a imunidade, tem ação cicatrizante, analgésica e anti-inflamatória, entre outros benefícios.

A linhaça ajuda no processo de emagrecimento.

Linhaça (Foto: Reprodução)

» Farinha de linhaça – Auxilia na perda de peso por conter quantidade significativa de ômega 3 e 6, assim como a quinoa. Além disso combate o colesterol ruim, ajuda no equilíbrio hormonal e emocional, na prevenção do câncer de mama e elimina inflamações por possuir gordura poli-insaturada. É mais indicada no consumo em sopas, feijão e saladas.

» Farinha de maracujá – Feita à base de casca de maracujá, encontra-se fibra pectina, que por sua vez se transforma em gel ao chegar no estômago. Proporcionando saciação e ajudando a impedir a absorção da gordura presente nos alimentos. Pode ser consumida em doces, sucos, vitaminas, mingau ou iogurtes.

Quantidade recomendada: 3 colheres de sopa.

» Farinha de banana verde – Assim como as demais, também provoca saciedade, além de combater doenças cardíacas, prisão de ventre, diarreia e elevação da taxa glicêmica. Indicada (duas colheres de sopa) no consumo diário, pode ser misturada em receitas de bolos, pães, tortas ou saladas.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?