Brasil Blogado » Cachorro » Cachorro entra no cio de quanto em quanto tempo

Cachorro entra no cio de quanto em quanto tempo

Saiba neste artigo de quanto em quanto tempo é o cio do cachorro. Informações em detalhes sobre o assunto você acompanha no decorrer desta matéria!

     

Cio é um termo popular para designar a fase fértil do cachorro, período em que o animal está apto à reprodução. Acompanhe a seguir as etapas do ciclo sexual do seu bichinho de estimação:

>>Proestro – Duração média de nove dias. Neste período acontecerá corrimentos límpidos e sem odor desagradável, pode haver também sangramento. Além disso, o animal apresentará alterações de comportamento ficando mais agressivo ou calmo.

>> Estro – É quando a fêmea está preparada para aceitar o macho. Neste período a cachorra continua sangrando ou tendo corrimento. A fase fértil dura entre 8 à 15 dias após iniciar o sangramento.

>> Metaestro Período em que ocorre a chamada “gravidez psicológica”, onde há fêmeas que não cruzam.  

>> Anestro –  Período fora do cio. 

Para saber se o animal entrou ou não no cio é preciso estar atento aos pequenos detalhes como  inchaço do órgão reprodutor, corrimento incolor sem odor ou sangramento. Mas, em algumas fêmeas, observa-se também a frequente micção ( urinar mais que o normal). Em alguns casos, o animal pode apresentar o cio silencioso, isto é, sem qualquer sinal ou sintoma. Para que haja identificação nestas ocasiões, é necessário que ela aceite o macho.

Tome cuidado com a reprodução.

Basta verificar a vulva da cadela.
(Foto:Reprodução)

O cachorro geralmente tem o primeiro cio  entre 6 à 8 meses de vida, mas pode haver uma variação entre 12 à 15 meses. Desta maneira, assim como no primeiro cio, o intervalo pode variar. Segundo especialistas, o ciclo sexual pode apresentar um período curto de três meses ou mais longo seis ou mais meses.

Se você tem um cachorro ou cachorra e não quer que eles se reproduzam, opte pela castração ao invés de aplicar medicações. Com medicações o animal pode apresentar sérios problemas de saúde, principalmente no sistema reprodutor. O castramento, além evitar a gravidez no animal (no caso das fêmeas), diminui as chances de desenvolver tumores na mama e infecções uterinas.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?