Brasil Blogado » Doenças » Esquizofrenia tem cura

Esquizofrenia tem cura

Esquizofrenia tem cura, a esquizofrenia é uma doença mental que caracteriza-se por uma desordem ampla dos processos mentais, veja os sintomas e muitas outras informações.

     

A esquizofrenia é uma doença mental que caracteriza-se por uma desordem ampla dos processos mentais. A esquizofrenia é considerada como um quadro complexo, que geralmente apresenta sinais e sintomas direcionados a área do pensamento, da percepção e das emoções, ocasionando marcados prejuízos ocupacionais, tanto na vida de relações interpessoais, quanto com os familiares.

Esquizofrenia tem cura  300x224

A esquizofrenia é uma doença que geralmente se manifesta através de crises agudas com sintomatologia bastante intensa, que pode intercalar com períodos de remissão, isso quando há um abrandamento dos sintomas, e dessa forma pode restar alguns sintomas, más em menor intensidade. Geralmente os quadros da doença podem variar, essa variação de quadro geralmente ocorre de paciente para paciente. Segundo informações de psiquiatras, a esquizofrenia é uma doença que ainda não tem cura, más o esquizofrênico deve ter um acompanhamento médico e psicológico.

Os sintomas da esquizofrenia, ressaltando que os mesmos podem se manifestar em diferentes graus:

Delírios:
a pessoas crê em ideias ilusórias, sem lógica ou mesmo irracionais. Em geral as principais temáticas são, seres místicos, perseguição ou grandeza.

Pensamento e discurso desorganizado:
O indivíduo demonstra uma grande incapacidade de organizar o pensamento em uma sequência lógica, além de falar de maneira desconexa e ilógica.

Alucinações:
O indivíduo percebe estímulos que em realidade não são existentes, tais como, enxergar pessoas, enxergar vultos, ouvir vozes, essa situação pode ser bastante assustadora para o indivíduo.

Expressão das emoções:
O paciente esquizofrênico tem um “afeto inadequado ou embotado”, ou seja, uma dificuldade de demonstrar a emoção que está sentindo. Não consegue demonstrar se está alegre ou triste, por exemplo, tendo dificuldade de modular o afeto de acordo com o contexto, mostrando-se indiferente a diversas situações do cotidiano

Alterações de comportamento:
Geralmente o indivíduo pode ser agitado, impulsivo ou retraído, e em alguma situações pode apresentar risco de agressão ou suicídio, além de falar sozinho e em voz alta, andar despido em público.

Outras franquias lucrativas e dicas relacionadas:


Quer comentar ?