Brasil Blogado » Atualidades » Investimento Tesouro

Investimento Tesouro

Compreenda nesse artigo quais as vantagens de se investir no Tesouro, saiba quais são os riscos ao participar desse programa e confira as taxas que devem ser pagas e outras informações sobre o tema você encontrará no decorrer da matéria.

     

O Tesouro ou Tesouro Direto se trata de um programa  desenvolvido pelo Tesouro Nacional em parceria com o BM&F Bovespa para a venda de títulos voltados a pessoas físicas, sendo um dos mais simples e principais sistemas de investimentos lucrativos do país atualmente.

Para dar iniciação ao investimento, não se faz necessário que o indivíduo tenha uma renda estimável. Suas aplicações começam com um valor mínimo de até R$ 30 ou até 10% da sua negociação, podendo ser um projeto de curto, médio ou longo prazo. Esse programa é voltado para pessoas que desejam investir com alta rentabilidade, segurança e liquidez.

Dicas para investir no Tesouro

Tesouro Nacional.
(Foto: Reprodução)

A gerência dos investimentos pode ser feito pela internet e pelo investidor, facilitando ainda mais todo o procedimento, onde a pessoa física poderá escolher os prazos e os títulos que deseja comprar. É importante lembrar que assim que adquiridos, os rendimentos serão recebidos até o vencimento do papel, visando a data predeterminada para o resgate do título.

Observação: caso desejar, o investidor poderá vender seus títulos antes do prazo. Esse serviço é disponibilizado todas as quartas-feiras, mas só poderá ser vendido pelo seu valo anexado no mercado.

Uma das grandes vantagens desse programa é que os rendimentos são bastante lucrativos, se comparados com outras aplicações financeiras existentes. Além disso, suas taxas de custódia e administração possuem preços baixos e o IR (Imposto de Renda) só é cobrado quando é realizado o pagamento de um cupom de juros, a venda de um título ou o seu vencimento.

Como investir?

O investimento poderá ser realizado de duas formas:

» Participando de um fundo que já invista no Tesouro, onde a compra de títulos deverá ser realizada por um administrador profissional;

» Comprando diretamente na Secretaria do Tesouro, processo que pode ser realizado pela internet através do Tesouro Direto.

  • Para compras online, será necessário que a pessoa física more no Brasil, ter CPF e estar cadastrada a uma corretora autorizada ou banco pela Secretaria do Tesouro Nacional. Para acessar a lista de entidades cadastradas, clique AQUI;
  • O cadastro no banco ou na corretora também deverá ser realizado para que uma conta no nome da pessoa física seja aberta na Bovespa;
  •  Para começar a negociação de títulos online, basta acessar esse LINK.

Títulos

Os títulos poderão ser denominados como:

» Pré fixados: onde o rendimento será definido no momento que o investimento for realizado;
» Pós-fixados: onde o rendimento sempre irá vir associado com algum índice.

Risco de investimento

O risco é muito baixo, pois o credor será o governo. Mas é importante ressaltar que quando o investidor vender seus títulos antes da data de vencimento, o ganho ou a perda estará de acordo com o preço de mercado que o título se encontrará no momento.

Taxas

» Taxa de administração;
» Taxa de corretagem (paga em toda operação de compra e venda de títulos);
» Taxa de custódia (paga à Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC));
» Taxa de performance (pode ser cobrada quando o fundo supera a rentabilidade esperada).

Mais informações

Em caso de dúvidas, acesse: 

» CVM (Comissão de Valores Mobiliários);
» Tesouro Nacional;
» Portal do Investidor.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?