Brasil Blogado » Doenças » Sintomas de desidratação

Sintomas de desidratação

A desidratação em crianças é mais possível de ocorrer por causa do peso inferior de seu corpo, onde há uma circulação maior de água e eletrólitos. Confira no artigo todas as informações sobre a desidratação.

     

A desidratação é um problema de saúde bastante comum de surgir, mas no entanto, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a desidratação é algo muito grave e pode levar o indivíduo a morte, caso não tenha o devido cuidado. Desidratar-se significa que o corpo não possui a quantidade de água e fluídos que deveria para s e manter funcionando corretamente.

Esse problema pode ser advindo de vários fatores – ingestão insuficiente de água, vômito, diarreia, excreção excessiva de urina, diabetes não controlado, suor excessivo entre outros fatores ligados a doenças e etc.

Desidratação

Criança desidratada

As crianças são mais propícias a sofrerem com a desidratação do que os adultos, justamente por causa do peso corpo que é mais inferior, assim há uma circulação maior de água e eletrólitos. Idosos doentes também são grandes candidatos a te ruma desidratação.

Desidratação

Cansaço e indisposição podem ser sintomas de desidratação.

A desidratação pode ser classificada como leve, moderada ou grave dependendo da quantidade de fluido perdido ou que não foi reposto. Quando está no nível grave, a desidratação pode manter a pessoa em uma condição de risco.

Os sintomas variam entre adultos e crianças:

  • Não urinar por mais de oito horas;
  • Urina amarela escura ou alaranjada;
  • Olhos fundos com olheiras;
  • Pressão sanguínea baixa;
  • Frequência cardíaca elevada;
  • Pele extremamente ressecada;
  • Febre e delírios;
  • A moleira de uma criança pequena, parece estar funda.

Quando a desidratação se agrava, os rins entram em colapso, acometendo a pessoa a ficar em coma, o que a levaria a falecer.  Alguns testes podem diagnosticar a desidratação, tais como a bioquímica sanguínea a densidade urinária específica, o nível de nitrogênio ureico sanguíneo, a creatinina e o hemograma completo para para buscar sinais de sangue concentrado. Outros testes como o de glicemia podem determinar a causa específica da desidratação.

desidratação leve.

Ingerir bastante líquidos, de preferência a água auxilia no caso de desidratação leve.

No caso de desidratação leve é importante ingerir bastante líquidos, de preferência água e bebidas que contenham eletrólitos, como as fabricadas para esportistas. Evitar se expor no sol, pois pode ser decorrente de outra enfermidade. No caso da desidratação severa, é imprescindível procurar a ajuda médica de forma imediata, principalmente se houver eventos de diarreia ou vômitos por um período acima de oito horas ou não conseguir manter líquidos em seu estômago. O método de recuperação é a inserção de líquidos intravenosos para não deixar que os rins se paralisem.

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?