Brasil Blogado » Escolar » Como matricular na escola pública do Rio de Janeiro

Como matricular na escola pública do Rio de Janeiro

Fazer a matrícula em uma escola pública não é fácil. Por tanto, confira neste artigo a seguir e descubra como fazer esse processo, passo a passo. Mostraremos o exemplo do Rio de Janeiro que apresenta um dos maiores contingentes de alunos no país.

     

Muitos alunos da rede pública de ensino do Rio de Janeiro não conseguem se matricular por falta de vagas. Um dos fatores é que há um grande número de alunos e isso deixa vários pais sem saber o quê fazerem. Alguns chegam a esperar na fila durante dias, armam barracas diante da escola para conseguirem  vaga, já outros não tem a mesma sorte.

Acompanhe de maneira correta todo o procedimento.

Matriculas abertas- Foto Reprodução

 Iremos explicar como fazer a matricula.

Como fazer?

O primeiro passo a fazer é procurar por uma escola que seja mais perto de sua casa,pois, as possibilidades de  conseguir uma vaga por lá aumenta. Feito isso, fique de olho no dia em que vai abrir as inscrições pela internet, deste modo não vai precisar passar por um processo burocrático maior. Feito isso, basta esperar chegar o dia de matricular o estudante.

Veja as alternativas que você possui, usando o site.

Matrículas para a rede pública do Rio de Janeiro.
(Foto Reprodução)

Chegado o momento, o candidato interessado deve acessar o site. Lá haverá encontrará as informações necessárias do que precisa para estar se inscrevendo e das escolas com vagas disponíveis. Feito isso, basta escolher o nome da escola, a série, preencher todos os campos e efetuar a matrícula.

Mas atenção! O aluno ou responsável, deve ficar de olho na divulgação da aprovação da matrícula. Ela deve sair entorno de uma á duas semanas. E além disso, a secretária da educação do estado também enviará um e-mail, confirmando a matrícula.

E quando todo esse procedimento terminar é chegado o momento de ir á escola é levar toda a documentação pedide:

> Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento .
> Histórico Escolar ou Declaração da última Unidade Escolar em que estudou.
> Carteira de Identidade e CPF do responsável em caso de menor de 18 anos.
> Laudo comprobatório de deficiências, caso precise.
> Comprovante de residência atualizado, no caso pode ser até do terceiro mês.

Atenção: Para maiores informações, clique aqui.

A educação é um direito de todos os cidadães.

Educação em primeiro lugar.
( Foto Reprodução)

Você pode gostar desses:

Artigos relacionados:


Quer comentar ?